Guia Viena, Áustria (dia 2) – Viagem Europa

Depois de termos passado a tarde a conhecer Viena e os seus monumentos grandiosos (palácio de Hofburg, Casa da Ópera, Heldenplatz, Stephansplatz, Stephansdom) sem saber o que ia acontecer à nossa amiga doente e às nossas férias dali para a frente, acordámos (hotel Viena) na expetativa.

O que teria acontecido durante a noite? Levantámo-nos e fomos logo ao hospital. Quase milagrosamente tudo tinha passado!

No dia anterior, já ao fim da tarde, uma das enfermeiras mais velhas tinha perguntado ao meu primo se a doente gostava de cerveja. Ele pensou que fosse uma brincadeira mas a enfermeira insistiu e quase o obrigou a ir comprar uma. Ao que parece as (conhecidas) propriedades diuréticas da cerveja juntamente com o gás criam uma combinação implacável contra as pedras na uretra.

Por isso, após uma cerveja e uma noite no hospital, a São estava cansada mas sem dores e podia ter alta. Mas agora havia outro problema: o preço de todos aqueles exames e uma noite num hospital austríaco.

O Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD) resolveu o assunto. À saída só se pagaram as taxas moderadoras (cerca de 15 EUROS) mas… havia uma conta que seria enviada para Portugal de 400 EUROS pela ambulância!!! 400 EUROS!!

O que aconteceu foi que, aquando do transporte, não tínhamos mostrado o tal cartão. Só depois, quando chegámos ao hospital, é que preenchemos a ficha (com muita paciência, pois o inglês da primeira funcionária não era lá grande coisa).

Seguindo o conselho da funcionária, fomos aos serviços de ambulâncias e mostrámos o CESD, acabando por não ter de pagar nada. Mas ainda apanhámos um belo susto com a quantia astronómica.

No segundo dia em Viena, ainda fomos mostrar um pouco da cidade ao meu primo e à São. Passeámos pelas ruas e fomos a Belvedere, onde está a Galeria de Arte Austríaca, que contém obras de Kokoschka, Schile e Klimt (incluindo “O beijo”). Também se pode visitar o Museu Barroco Austríaco, ou não fosse o edifício um excelente representante deste estilo artístico.

belvedere viena

O palácio de Belvedere, de extrema beleza e importância histórica, foi mandado construír pelo Princípe Eugénio de Sabóia em 1714. Na sua sala cerimonial assinou-se, em 1955, o tratado que devolvia à Áustria a sua soberania após a Segunda Guerra Mundial.

palacio belvedere viena

Só estivemos na entrada e nos jardins mas deu para ver que o local é grandioso. No entanto, não havia grande espírito para passear pois a São ainda não estava a 100%. E muito andámos nós, ainda assim.

Comemos pelas ruas de Viena e voltámos à (pousada) Strawberry Youth Hostel (descubra hotel em Viena). Descansámos a sério porque, no dia seguinte, iríamos viajar de carro desde Viena até à riviera do sul da Croácia.

Como organizar as suas viagens?

Estes são os sites e serviços que uso. Se o inspirei a planear a sua viagem, siga os links abaixo. Assim, ajuda-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • Para reservar alojamento uso o Booking. Tem os melhores hotéis e promoções.
  • As minhas buscas e reservas de voos são feitas no Skyscanner.
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai ver logo os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.
  • Uso o Cartão Revolut fora (e dentro) da Zona Euro para evitar taxas bancárias.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar