Natural History Museum / Museu de História Natural, Londres

O Museu de História Natural de Londres (Natural History Museum) não é o mais visitado da cidade de Londres mas é, certamente, um dos mais acessíveis ao grande público, especialmente às crianças.

Talvez este seja o museu ideal para as interessar pela cultura e pelo conhecimento. Eu já não sou criança mas gosto sempre de passar neste museu quando vou a Londres. Na última vez que lá estive, o meu grupo era composto por 4 adultos e 3 menores (16, 12 e 10 anos). Todos adorámos este museu, que possui a maior e mais importante coleção de história natural do mundo.

Já nos artigos sobre o Science Museum (Museu da Ciência) de Londres e o British Museum (Museu Britânico) eu tinha chamado a atenção para o facto da entrada ser grátis, com excepção de algumas exposições temporárias.

O Natural History Museum é mais um onde não terá de pagar para percorrer os longos corredores que contam a história da vida na Terra.

Fotos Natural History Museum / Museu História Natural, Londres

O próprio edifício do Museu de História Natural de Londres , inspirado na arquitectura Românica, é muito interessante e grandioso, a começar logo pela fachada e pelas altas torres ao lado da porta principal. Continua a ser impressionante no interior pelos seus frescos, esculturas e grande hall (onde poderá ver um esqueleto do dinossauro Diplodocus).

O edifício foi desenhado pelo arquitecto Alfred Waterhouse e abriu as portas ao público em 1881, vindo a albergar coleções que originalmente faziam parte do British Museum. O primeiro a contribuir para a enorme quantidade de exposições do museu foi Sir Hans Sloane, um colecionador do século XVIII. Muitas mais doações viriam a ser adicionadas ao longo dos anos, incluindo as descobertas do capitão James Cook nas suas viagens épicas.

Hoje em dia, o Natural History Museum de Londres tem mais de 70 milhões de espécimes, entre as quais slides de seres microscópicos, esqueletos de mamute e de baleia azul, o extincto Dodó, meteoritos de marte, etc.. Se tivesse tempo para tudo, poderia ver:

  • 55 milhões de animais (incluindo 28 milhões de insetos);
  • 9 milhões de fósseis;
  • 6 milhões de plantas;
  • mais de 500 mil rochas e minerais;
  • 3.200 meteoritos.

O museu tem, também, a melhor biblioteca de história natural do mundo. Esta é composta por livros, jornais, desenhos originais, pinturas, manuscritos e mapas. Um outro edifício, em Tring, a 50 km do centro de Londres, expõe uma gigantesca coleção de aves, representando cerca de 95% de todas as aves conhecidas.

Em Londres, o edifício principal do Natural History Museum está dividido em quatro zonas, que se distinguem através de cores.

Zona Vermelha – Natural History Museum

Esta galeria explora as mudanças constantes do nosso planeta, como ele foi formado e o seu lugar no universo.

  • Laboratório da Terra – Earth Lab (geologia, fósseis, minerais e rochas)
  • Tesouros da Terra – Earth’s Treasury (rochas, minerais e gemas)
  • Impressões que duram – Lasting Impressions (rochas, plantas e minerais)
  • Superfície inquieta – Restless Surface
  • A Terra hoje e amanhã – Earth Today and Tomorrow
  • Desde o início – From the Beginning
  • O poder no interior – The Power Within
  • Visões da Terra – Visions of Earth

Zona Verde – Natural History Museum

Explica factos acerca da vida, do planeta, do ambiente e da evolução.

  • Aves – Birds
  • Insetos – Creepy Crawlies
  • Ecologia – Ecology
  • Fósseis de répteis marinhos – Fossil Marine Reptiles
  • Sequóia gigante e hall central – Giant Sequoia and Central Hall
  • Minerais – Minerals
  • O cofre – The Vault
  • O nosso lugar na evolução – Our Place in Evolution
  • O poder das plantas – Plant Power
  • Primatas – Primates
  • Investigar – Investigate

Zona Azul – Natural History Museum

Dá a conhecer a diversidade da vida no nosso planeta, desde os maiores animais até aos minúsculos invertebrados.

  • Dinossauros – Dinosaurs
  • Peixes, anfíbios e répteis – Fishes, Amphibians and Reptiles
  • Biologia humana – Human Biology
  • Invertebrados marinhos – Marine Invertebrates
  • Mamíferos – Mammals
  • Mamíferos (baleia azul) – Mammals (Blue Whale)
  • Natureza ao vivo – Nature Live

Zona Laranja – Natural History Museum

Esta última zona do museu leva-nos até ao Jardim da Vida Selvagem (Wildlife garden) e ao Centro Darwin.

Natural History Museum – Informação prática

O Natural History Museum está aberto de Segunda a Domingo, das 10.00 às 17.50 (última entrada às 17.30). Só encerra por altura do Natal, de 24 a 26 de dezembro. Fica em Cromwell Road, South Kensington, muito perto do Science Museum (Museu da Ciência), do Victoria and Albert Museum (Museu de Victoria e Albert) e do enorme Hyde Park.

A melhor estação de metro para sair bem perto do Natural History Museum é a de South Kensington. Pode usar as linhas amarela (Central), verde (District) ou azul (Piccadilly).

Mapa museus Londres / South Kensington

Pode, igualmente, arrastar a próxima imagem com vista ao nível de rua para dar um passeio virtual pela zona e poder contemplar o edifício do museu.

Ficou com vontade de visitar Londres? Então descubra o que visitar em Londres, um dos artigos mais lidos do Foto Viajar.

Ajudei a planear a sua viagem? Então, peço-lhe que reserve o seu hotel em Londres através deste link. Não paga mais por isso mas ajuda-me a manter o Foto Viajar. Obrigado!
Este cartão ajuda-o a poupar tempo e dinheiro quando visitar Londres. 
Leia o artigo London Pass Londres. 
Se preferir, vá diretamente para o site oficial do London Pass para saber mais.

Como organizar as suas viagens?

Estes são os sites e serviços que uso. Se o inspirei a planear a sua viagem, siga os links abaixo. Assim, ajuda-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • Para reservar alojamento uso o Booking. Tem os melhores hotéis e promoções.
  • As minhas buscas e reservas de voos são feitas no Skyscanner.
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai ver logo os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.
  • Uso o Cartão Revolut fora (e dentro) da Zona Euro para evitar taxas bancárias.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar