Viajar na Islândia – caro ou barato?

Muitos viajantes pensam que viajar na Islândia é demasiado caro. Mas isso não é necessariamente verdade. Pelo menos no tipo de viagem que eu fiz, em que decidi alugar carro na Islândia e dar a volta ao país pela estrada principal (N1) e por muitas secundárias.

Sim, na verdade o custo de vida da Islândia é dos mais caros da Europa. Também se torna caro viajar para este país porque, devido ao mau tempo durante grande parte do ano, o grande pico do turismo é só no verão.

Por isso, os hotéis, empresas de aluguer de carros e visitas guiadas sobrevivem a partir do dinheiro que ganham apenas nessa altura.

islandia caro barato precos
Viajar na Islândia – caro ou barato?

Ficar uma semana em Reykjavik pode ser tão ou mais caro do que uma semana em Paris ou Londres. Mas a principal razão para alguém ir à Islândia não é ficar nesta cidade.

Uma viagem à Islândia faz-se para ver a natureza deslumbrante das montanhas, do mar, dos vulcões, dos campos de lava, dos geysers, dos glaciares, dos icebergs, da vida selvagem. Ou seja, de tudo o que lhe sugiro no artigo sobre o que visitar na Islândia.

Porque é que uma viagem à Islândia se torna barata?

A minha viagem de carro alugado à volta da ilha demorou 5 dias. Percorri 2500 km, 500 km em média por dia.

Partia cedo dos hotéis na Islândia onde dormia. No entanto, as montanhas íngremes (especialmente nos Fiordes Ocidentais), as estradas de terra batida e a vontade de desfrutar da paisagem em pleno faziam com que os percursos demorassem o dia inteiro.

Quando chegava à vila ou aldeia onde ia dormir, já era bastante tarde. Por isso, quase todos os locais onde se pode gastar dinheiro estavam fechados.

Na verdade, tudo fecha cedo na Islândia e eu cheguei quase sempre depois das 20h e, algumas vezes, às 24h. Excetuavam-se alguns restaurantes ou cafés. Até os supermercados encerram por volta das 18h (abasteça-se durante o dia ou já de manhã).

Além disso, mesmo durante o dia, quase não passava por povoações, pois estas estão muito afastadas umas das outras. As que existem têm, na maioria, entre 100 e 1.000 habitantes.

Só para ter uma ideia, uma das grandes cidades da Islândia que visitei, Akureyri, tem cerca de 18.000 habitantes. A área metropolitana da capital Reykjavik não tem mais de cerca de 200.000.

islandia precos
Viajar na Islândia gastando pouco dinheiro? Fácil! Basta conduzir kms nestas estradas com uma natureza linda.

Durante a viagem de carro não houve, pois, lojas abertas para gastar dinheiro. Na grande maioria dos dias só fiz despesa com o seguinte.

Gasolina

O preço é semelhante ao de Portugal (leia preço dos combustíveis na Europa).

Comida

Comemos essencialmente sandes durante o dia. Eram feitas com produtos comprados no supermercado. Fizemos algumas refeições ligeiras em cafés mas nem sempre foi fácil encontrá-los.

Alojamento

O alojamento na Islândia não é barato. Realmente, não há muito por onde escolher pois, como já disse, as povoações são pequenas.

Dormi em pensões, hotéis e quartos em casas particulares. Também dormi em algumas residências de estudantes. Durante o período letivo, os alunos vêm das centenas ou milhares de quintas islandesas e ficam nestas residências já que o mau tempo não permite deslocações diárias.

Na Islândia, é ainda possível dormir em quintas remotas. Vêem-se sinais nas estradas, mas eu nunca o fiz.

O que é barato na Islândia?

Os islandeses dizem que só duas coisas baratas na Islândia: energia (proveniente de centrais geotérmicas) e água. Nas povoações mais pequenas nem sequer é muito fácil encontrar água engarrafada para comprar. Esta é a água mais pura do mundo.

Ao longo de 200km, o restaurante/minimercado da fotografia abaixo foi o único lugar onde pudemos gastar dinheiro. Comprámos pão e algo para fazer sandes. Não tinham água engarrafada sem gás à venda e disseram-nos para encher as nossas na casa de banho com a água mais pura do mundo… Faça o mesmo. É grátis.

caro viajar islandia
Viajar na Islândia – caro ou barato? Tente encontrar um café.

Afinal, viajar na Islândia é caro ou barato?

Bem, os preços dos artigos não são baratos. Mas se fizer uma viagem de carro à volta da ilha não vai ter muito onde gastar o dinheiro, como já disse.

Quando chegar a Reykjavik a história já passa a ser outra. Há muitas lojas e restaurantes para gastar as suas coroas islandesas (1 euro = 137 coroas; 1 real= 30 coroas – dezembro 2019).

Na capital vai ter de se conter com as despesas. Contudo, os preços não são assim tão exagerados, especialmente se os comparar com os de outras capitais europeias caras.

Comparando o incomparável

Para terminar deixo esta comparação curiosa. No mesmo ano, viajei também para Istambul, Turquia (faça o download gratuito do meu Guia de Istambul). Também fui com a minha mulher, a Cláudia. Ambas as viagens foram em época alta (Páscoa e verão).

Na Islândia gastámos o dobro do dinheiro mas também ficámos o dobro do tempo e, além disso, alugámos um carro. Da Islândia não trouxemos praticamente nada. Da Turquia trouxemos imensas coisas dos bazares, jantámos em restaurantes fabulosos (mas baratos), devorámos baklavas, visitámos inúmeros monumentos,…

São apenas viagens diferentes, com objetivos diferentes. Se me pedissem para escolher uma… escolhia as duas.

Guia de Viagem Islândia

  1. Roteiro de viagem à Islândia – O que visitar
  2. Dormir na Islândia
  3. Alugar carro na Islândia
  4. Conduzir na Islândia, dicas para viajar de carro
  5. Dia 1 – Voo Lisboa – Barcelona – Reykjavík
  6. Dia 2 – Círculo Dourado
  7. Dia 3 – Fiordes Ocidentais
  8. Dia 4 – Desde os Fiordes Ocidentais até Akureyri
  9. Blue Lagoon
  10. Viajar na Islândia – Caro ou Barato?

Como organizar as suas viagens?

Estes são os sites e serviços que uso. Se o inspirei a planear a sua viagem, siga os links abaixo. Assim, ajuda-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • Para reservar alojamento uso o Booking. Tem os melhores hotéis e promoções.
  • As minhas buscas e reservas de voos são feitas no Skyscanner ou no Momondo.
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai ver logo os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.
  • Uso o Cartão Revolut fora (e dentro) da Zona Euro para evitar taxas bancárias.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar