15 dicas simples para viajar sem stress ou planos rígidos

Viajar sem stress é o que todos nós buscamos. Planear demais uma viagem é um “mal” de que muitos viajantes sofrem. Eu incluído quando comecei a partir, fosse de avião ou carro.

Isto acontece essencialmente por duas razões. Primeiro, porque muitas pessoas que hoje viajam de forma independente começaram por sair do país comprando pacotes em agências de viagens. Aqui, tudo está planeado ao minuto, incluindo hora para comer ou dormir.

Viajar de forma independente é muito mais estimulante, sem dúvida. Mas coloca em nós grande parte da responsabilidade para que a viagem decorra da melhor forma.

Em segundo lugar, nos dias de hoje, blogs e sites de viagem têm tanta informação que acabamos por encontrar mais e mais lugares “imperdíveis”. Ou seja, se nos descuidamos, os nossos planos acabam por transformar as férias numa verdadeira correria.

Por estas razões, muitos viajantes acabam por planear demais a viagem e ter umas férias tão ou mais stressantes do que as alturas em que trabalham. Objetivo: viajar sem stress.

No princípio das minhas viagens também eu planeava demais todos os momentos, horários, monumentos a visitar ou lojas onde comprar. Afinal, provavelmente, nunca mais voltaria àquele lugar nem teria oportunidade de ter aquelas experiências.

Viagem sem stress
Planear demais uma viagem – as horas, as horas!

Ultimamente, deixei-me disso. Propositadamente, não planeei ao pormenor a viagem que fiz no Carnaval de 2013, em que voei Lisboa-Amsterdão, segui de comboio para Bruxelas e depois Paris. Finalmente voei Paris-Lisboa.

Comprei bilhetes de avião e TGV e reservei hotéis nas cidades porque estes passos não podiam falhar numa viagem de apenas 7/8 dias. Mas também porque não me podia atrasar a chegar a Portugal por motivos de trabalho.

Antes de seguir de casa, limitei-me a planear a viagem nos aspetos mais práticos. Decidi quais os tais pontos imperdíveis sem ser demasiado otimista em relação a tempo. Depois, já nas diversas cidades, fui-me organizando em função do tempo atmosférico, dias de encerramento dos museus/atrações, etc.

Viajar sem stress em mente. Fiz muitas coisas que decidi no momento ou na noite da véspera. E foi uma das viagens mais descontraídas que já fiz, ao que muitas outras se seguiram

Viajar sem stress – dicas para não planear uma viagem ao pormenor

Ficam aqui alguns conselhos para viajar sem stress e conseguir aproveitar melhor a sua viagem. Evitamos assim sentirmos que andamos a correr sempre dum lado para o outro e a olhar para o relógio.

1 – Estude o seu destino de viagem antes de partir.

Não precisa de o fazer de forma exaustiva. Mas, pelo menos, tenha noção da localização dos lugares que quer visitar num mapa. Veja também os horários das atrações que quer mesmo visitar.

2 – Escolha um número adequado de lugares a visitar e estabeleça prioridades.

Prioridades. Essencial. Tudo o resto virá como bónus na sua viagem, o que deixará espaço para as descobertas. Encontrou um café espetacular ao virar da esquina? Fique por lá a desfrutar do momento. Deu de caras com uma galeria de arte incrível? Deixe-se ficar mais um pouco.

3 – Guarde as suas notas e tenha-as sempre consigo

Tome nota das suas decisões num ficheiro de processador de texto e envie-o para si próprio por email, guarde-o na cloud e/ou faça uma captura de ecrã com o seu telemóvel.

Se preferir, imprima as suas notas em papel para levar consigo, deixando espaços entre linhas para poder adicionar comentários à mão já em viagem. Eu, como consulto frequentemente o Google Maps, prefiro ter tudo acessível no telemóvel.

4 – Dê um passeio pelas ruas sem objetivos

Faça-o logo quando chegar ao destino e depois diariamente. Desta forma, vai poder sentir bem a energia da cidade e do que acontece todos os dias. Especialmente se o fizer fora dos circuitos turísticos.

Viagem sem stress
Viagem sem stress – Ler numa rua de uma cidade como Reykjavik.

5 – Aproveite oportunidades quando elas surgem sem estar à espera

Já me aconteceu imensas vezes. E também na viagem que menciono acima. Quando cheguei a Paris a meio da tarde, fui dar um pequeno passeio perto do hotel e acabei na Torre Eiffel quase sem querer. A fila para subir era pequena e acabei por aproveitar. Subi ao topo e vi Paris de dia, esperei um pouco e acabei por ver também as luzes depois do anoitecer.

6 – Veja as previsões meteorológicas e use-as a seu favor

Viajar sem stress implica ter flexibilidade para mudar os planos a qualquer momento. Visite museus num dia de chuva e passeie pelas ruas, parques e jardins quando o tempo estiver melhor.

7 – Use ferramentas digitais descomplicadas

Escolha percursos, por exemplo, em guias de cidades para smartphones e siga-os despreocupadamente, sem pressas e mantendo-se aberto também para virar na rua “errada”.

Viagem sem stress
Viagem sem stress – Descansar num parque ou jardim.

8 – Use o seu tempo de forma sábia e flexível

Não fique duas ou três horas numa fila para visitar seja o que for. Volte no dia seguinte logo de manhã e fuja às multidões.

9 – Utilize os seus pés

Evite usar exclusivamente o metro para viajar entre pontos, mesmo quando são distantes. Utilize-o para ir ou voltar, nunca os dois. Divirta-se a percorrer as ruas e a ver como as pessoas vivem longe das zonas turísticas.

Viagem sem stress
Viagem sem stress – Usar os transportes públicos como as pessoas locais.

10 – Mude de ideias

Mude, mesmo à última hora. Está de férias. Não é obrigado a fazer nada! Apenas o que lhe apetecer no momento. Todos os dias, faça também um pequeno “briefing” à noite (ou durante uma pausa de tarde) com os seus companheiros de viagem (se os tiver) para decidirem o que fazer no dia seguinte.

11 – Coma quando tiver fome

Costuma procurar sempre encontrar o restaurante fabuloso sobre o qual leu no seu guia de viagem ou num blog de viagens? Também há espaço e tempo para O restaurante, aquele que é mesmo importante para si. Mas, na maioria das refeições, dê a si próprio a oportunidade de deixar que o seu apetite determine onde é o lugar certo para parar e comer.

12 – Planeie o nada

Deixe sempre tempo livre na sua agenda para relaxar num parque ou vasculhar uma pequena loja de artigos exclusivos da cidade. Ou seja, os seus planos devem ter registado o tempo para decidir, nos diferentes locais, o que fazer a seguir. Ver simplesmente as pessoas a passar também é uma boa opção.

13 – Volte a ser criança em duas rodas

Se possível, ao visitar uma cidade, alugue uma bicicleta e dê um passeio descontraído. Sem destino. Lembra-se de ser criança e sentir uma liberdade imensa ao andar de bicicleta? Parta à descoberta. Volte mais tarde, a pé.

Viagem sem stress
Viagem sem stress – Alugar uma bicicleta e relaxar pela cidade.

14 – Levante, literalmente, o pé do acelerador

Quando fizer uma viagem de carro (alugado ou o seu), não acelere demasiado na estrada. Duma forma geral, vá cedo para a cama e levante-se cedo. Assim, irá poder desfrutar da paisagem a uma velocidade segura e sem stress no trânsito para chegar “lá”.

15 – Liberte-se das viagens dos outros

Está a ler este artigo no meu blog de viagens e, desde já, convido-o a ler muitos outros, incluindo os meus roteiros e guias de viagem para explorar uma cidade ou um país. Estes podem ser uma ajuda preciosa para o seu planeamento.

Contudo, a minha forte sugestão é que crie A SUA PRÓPRIA VIAGEM e não seguindo os percursos exatos que leu. Os meus ou os de outro blogger de viagem ou de um amigo ou de um escritor.

Dica Bónus: Seja flexível nos seus planos. Seja flexível nos seus planos. 😀

“Respire” sempre com tempo as coisas boas que se encontram em todo o lado: a comida, a música, as pessoas e as suas histórias, os bancos num jardim ou em ruas movimentadas, os mercados locais, a vista desde um lugar mais alto, o pôr do sol,…

Divirta-se a viajar sem stress.

Como organizar as suas viagens?

Estes são os sites e serviços que uso. Se o inspirei a planear a sua viagem, siga os links abaixo. Assim, ajuda-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • Para reservar alojamento uso o Booking. Tem os melhores hotéis e promoções.
  • As minhas buscas e reservas de voos são feitas no Skyscanner.
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai ver logo os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.
  • Uso o Cartão Revolut fora (e dentro) da Zona Euro para evitar taxas bancárias.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar