Visitar Lisboa de elétrico e a pé – Baixa Chiado e Castelo

Lisboa é considerada uma das melhores cidades do mundo para se visitar. Toda a atmosfera pitoresca da capital de Portugal é única, diversificada e é impossível ver tudo no mesmo dia. A minha sugestão é começar a visitar Lisboa na Baixa Pombalina e no Castelo.

Visitar Lisboa - Praça da Figueira
Visitar Lisboa – Praça da Figueira

Parece incrível, mas tenho muito mais claro na cabeça o que visitar em Londres ou um guia de Barcelona. Já fui muitas mais vezes a Lisboa, mas raramente enquanto turista para explorar esta cidade linda. Estava na hora!

Comecei o meu percurso pelos Restauradores, bem no fim da Avenida da Liberdade. Desci a pé lentamente até ao Rossio, Praça D. Pedro IV e depois a Praça da Figueira. Só devagar dá para perceber bem a agitação das pessoas, lisboetas e turistas, que por ali passavam um belo dia de inverno, entre o Natal e a passagem de ano.

Poupe dinheiro e tempo em filas. Descubra as várias opções de atrações em Lisboa: experiências, tours, transfers, cartões oficiais de descontos,… É importante planear bem as viagens!

Estava acompanhado pela minha mulher, a minha filha (3 anos) e uma prima (6 anos). Viajar com crianças é diferente, o ritmo é mais lento e é preciso encontrar um equilíbrio entre o passeio e o bem estar dos miúdos. Por isso, decidimos arranjar um meio de transporte para não nos cansarmos tanto.

Em vez de utilizarmos o mítico Elétrico 28, que faz a ligação mais demorada com os Prazeres numa percurso que nos leva a visitar Lisboa através duma panorâmica fantástica pelos bairros antigos, optámos por utilizar o elétrico 12E. Este  faz o percurso Praça da Figueira-Castelo de Lisboa e regressa à mesma praça por outro caminho.

Visitar Lisboa Rossio
Visitar Lisboa – Rossio, Praça D. Pedro IV

Comprámos os bilhetes numa pequena loja da Praça da Figueira porque é mais barato do que comprar ao motorista do elétrico/ bonde. Depois fomos apanhá-lo um pouco à frente, no Largo Martim Moniz, a 2 minutos de distância. Estava um pouco cheio mas consegui encontrar um lugar sentado com a minha filha ao colo. A minha mulher ficou em pé com a outra miúda, mesmo ao lado do condutor e com uma vista privilegiada para a frente.

A subida é extremamente íngreme, por ruas estreitas até ao Castelo de Lisboa pela Calçada Santo André e pela Rua São Tomé. Sete minutos depois tínhamos chegado às Portas do Sol. O miradouro tem uma vista de tirar a respiração sobre Lisboa e o rio Tejo.

Visitar Lisboa Castelo
Visitar Lisboa – Castelo, Miradouro das Portas do Sol
visitar Lisboa
Visitar Lisboa – Castelo, vista sobre o Rio Tejo

Vídeo da vista das Portas do Sol, Castelo de Lisboa

Almoçámos num restaurante ali perto e passámos algum tempo nas Portas do Sol e, depois, no bonito Jardim Júlio de Castilho. As miúdas estavam exaustas (por este dia e pelos anteriores). Por esse motivo, decidimos visitar Lisboa mais aprofundadamente numa outra ocasião. Ainda assim, fomos descendo a pé pelas ruas da linha do elétrico/bonde.

Na descida do Castelo de Lisboa há várias igrejas, algumas em frente de outra. Entrámos na Sé de Lisboa, na Igreja de Santo António de Lisboa e na Igreja da Madalena. Passeámos um pouco na Baixa Chiado (ou Baixa Pombalina) e começámos o caminho de volta para o carro. Comemos umas castanhas assadas já na Praça da Figueira e entrámos na Igreja de São Domingos, no largo com o mesmo nome.

visitar lisboa
Visitar Lisboa – Igreja de São Domingos

A Igreja de São Domingos (século XIII) é famosa por ter parte do lenço da pastorinha Lúcia e o terço da pastorinha Jacinta, usados por elas no dia do milagre do sol, 13 de Maio de 1917. Era deste lugar que saíam as procissões de condenados às fogueiras da Inquisição. A igreja é diferente de tudo o que já vi, sem grandes vitrais e um pouco escura. Mas os estilos arquitetónicos Maneiristas, Barrocos e outros fazem dela um lugar único.

Lá fora, o ambiente é animadíssimo, com pessoas de imensas nacionalidades a conviver na rua, algumas delas a beber uma ginjinha tradicional desta zona de Lisboa.

Mapa do percurso – Visitar Lisboa – Baixa e Castelo

Este mapa do percurso mostra apenas as partes mais importantes deste passeio. Eu cheguei a Lisboa vindo da margem sul do Tejo, atravessei a Ponte 25 de Abril de carro, tomei a saída do Marquês de Pombal e desci a Avenida da Liberdade até aos Restauradores. Estacionei o carro num parque subterrâneo (pago).

Quem estiver hospedado num hotel de Lisboa e quiser fazer este passeio pode apanhar o metro até à estação dos Restauradores, também visível no mapa abaixo.

Informação prática Elétrico/Bonde de Lisboa neste percurso

  • Entrar no elétrico/bonde no Largo Martim Moniz, perto do Hotel Mundial
  • Horários: 3 a 5 elétricos/bondes por hora, consoante a época do ano
  • Preços a partir dos 4 anos: Bilhetes comprados a bordo – € 2,85; Bilhetes pré-comprados (válidos em 2 zonas) – € 1,25 mais €0.50 num cartão reutilizável 7 Colinas ou Viva Viagem
  • Estação de metro mais próxima: Martim Moniz

Visitar Lisboa com mais tempo

Para ver Lisboa com mais pormenor, deve visitar o Chiado e “mergulhar” bem na sua vida cultural, nos teatros, cafés com tradição literária (como A Brasileira) e velhas livrarias. Conheça também o Museu do Chiado.

Não deve também deixar de visitar Alfama, um dos mais antigos bairros de Lisboa. Ainda hoje em dia mantém a sua estrutura árabe, com um labirinto de ruas que chegam a pátios e becos. Conheça também a Feira da Ladra e leve uma recordação para casa.

É nos bairros do Castelo e da Mouraria que, no mês de junho, se celebram as festas dos Santos Populares, animadas por música, dança e petiscos. Coma, beba, divirta-se.

Quando desce do Castelo de Lisboa até a uma zona com ruas paralelas e perpendiculares chegou à Baixa, uma zona comercial e financeira reconstruída pelo Marquês de Pombal logo após o terramoto de 1755 (daí o nome Baixa Pombalina). Se continuar para oeste encontrará o Bairro Alto (século XVI), um dos mais animados de Lisboa, especialmente à noite, com imensos restaurantes e bares para “beber um copo”.

Ficou com vontade de visitar Lisboa?

Esqueci-me de algum lugar obrigatório nesta zona?

Vai precisar de alguns dias para visitar bem toda a cidade. Descubra aqui um hotel em Lisboa

Como organizar as suas viagens?

Uso estes sites para planear e fazer reservas para as minhas viagens. Se acha que contibuí para a sua e que o inspirei, siga os links abaixo. Vai ajudar-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • As minhas buscas e reservas de voos são sempre feitas no Skyscanner.
  • Para reservar alojamento uso o Booking, onde estão os melhores hotéis e promoções
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Especialmente quando viajo para fora da UE, comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai já ver os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar