Mesquita Azul Istambul, Turquia – um edifício fantástico

A Mesquita Azul é muito mais do que um edifício deslumbrante. Toda a experiência de viver o exterior, os pátios e o interior da mais famosa mesquita de Istambul é algo que não se esquece. Nunca.

Enquanto estive em Istambul fiquei num hotel em Sultanahmet, o bairro onde se situa a mesquita. Fiz um visita mais prolongada à Mesquita Azul num dia e… voltei outra e outra vez.

A paz e tranquilidade que se respiram neste local estavam sempre a chamar-me. Especialmente ao anoitecer.

Factos interessantes sobre a Mesquita Azul de Istambul

O edifício chama-se, na verdade, Sultan Ahmet Camii, em turco. Foi mandado construir pelo sultão Ahmet I quando este tinha apenas 19 anos. O objetivo era superar a Mesquita Süleymaniye e a Haghia Sophia. De tal forma, que o local escolhido foi mesmo em frente à Haghia Sophia de modo a dar ênfase à supremacia do Islão sobre o Bizâncio Cristão.

Diz a lenda que houve um (feliz) problema na comunicação na altura da construção. O sultão terá pedido ao arquiteto Mehmet Aga um minarete coberto de altin (ouro). O arquiteto terá percebido que o sultão queria alti (seis) minaretes.

Esta zona da cidade, Sultanahmet, é uma das melhores para encontrar um hotel em Istambul e usá-lo como base para explorar esta vibrante metrópole.

Esta confusão trouxe alguns problemas porque, na altura, apenas a sagrada grande mesquita de Mecca tinha seis minaretes. Mais tarde, outros minaretes seriam acrescentados à mesquita de Mecca.

A Mesquita Azul de Istambul é assim conhecida devido à cor dos magníficos azulejos Iznik que decoram as paredes interiores, lá bem no alto. Não se pode, obviamente, observar em pormenor mas o efeito é fantástico. São mais de 20.000 azulejos em 70 estilos diferentes!

Os crentes chegam para a última reza do dia na Mesquita Azul

As cúpulas da Mesquita Azul são lindíssimas, de dia e de noite. Ao aproximarmo-nos, ficamos ainda mais impressionados pela grandiosidade dos minaretes.

O pátio é gigantesco e coberto por mármore da ilha de Mármara. Tem o mesmo tamanho que o interior da sala de oração. No centro, está a Fonte das Abluções, hoje usada para os fiéis se lavarem antes da oração.

Fotografias Mesquita Azul, Istambul

Mapa Mesquita Azul, Istambul

Visitar a Mesquita Azul

Qualquer pessoa pode visitar a Mesquita Azul de forma gratuita. Para entrar, tem que tirar os sapatos (dão-lhe um saco de plástico à entrada) e cobrir partes do corpo que desrespeitam a religião muçulmana.

Se estiver de calções ou com blusa de alças, por exemplo, os funcionários da mesquita podem dar-lhe uns tecidos para se tapar. As mulheres terão de cobrir também o cabelo.

A Mesquita Azul está aberta durante todo o dia mas não se pode visitar na hora da oração. Esteja atento ao chamamento que sai dos megafones que estão em todas as mesquitas da cidade. As horas específicas mudam ao longo do ano pois dependem das horas de luz do dia.

O interior desta mesquita de Istambul é extremamente bonito e cheio de pormenores. Os não muçulmanos não podem entrar na zona reservada às orações, mas podem circular livremente e tirar fotografias dos tetos, dos candeeiros, carpetes,… Mas não se pode usar flash.

À saída da Mesquita Azul pode doar algum dinheiro para manter este magnífico edifício. Não é obrigatório mas, se o fizer, receberá um recibo oficial. É uma recordação.

Por Istambul

A zona de Istambul em que se encontra a Mesquita Azul, Sultanahmet, é uma das melhores para encontrar um hotel. Use-o como base para explorar esta vibrante cidade, que tão bem combina tradição milenar com a modernidade. Opções de alojamento não faltam aqui.

Siga o link para saber tudo sobre o meu ebook sobre Istambul. O download é gratuito.

Como organizar as suas viagens?

Estes são os sites e serviços que uso. Se o inspirei a planear a sua viagem, siga os links abaixo. Assim, ajuda-me a manter este blog pagando você exatamente o mesmo pelas reservas. Muito obrigado!

  • Para reservar alojamento uso o Booking. Tem os melhores hotéis e promoções.
  • As minhas buscas e reservas de voos são feitas no Skyscanner.
  • De longe, o melhor site para alugar carro é o Rentalcars.
  • Para evitar filas em monumentos e ter transfers de/para aeroportos uso o Ticketbar.
  • Comparo e faço seguros de viagem na Worldnomads ou na Iati Seguros. Nesta última, vai ver logo os preços com 5% de desconto por ser leitor do Foto Viajar.
  • Uso o Cartão Revolut fora (e dentro) da Zona Euro para evitar taxas bancárias.

Esta página contém links de afiliados.


Foto Viajar no Instagram

Instagram Foto Viajar